Pattern hits: Full Colour Fits

terno1 - Pattern hits: Full Colour Fits

A história da alfaiataria no guarda-roupa feminino é relativamente nova. Gabrielle Chanel e Yves Saint Laurent foram os grandes responsáveis por transformar a clássica vestimenta masculina em um tipo de roupa usável pelas mulheres, que, até então, vivam entre vestidos e saias. Hoje, a história avançou muito! Não só os conjuntos deixaram de ter relação com o workplace look, como foram repaginados e receberam título de modernos! Tudo graças às passarelas e a criatividade das fashionistas. Blazers e calças de alfaiataria vivem seu momento de estrela! A clássica cartela neutra abre espaço para cores vibrantes e pastel, em diversos materiais, que fogem da proposta da tradicional lã fria.

Nas coleções, a prova de que há uma aposta forte na tendência. Tanto na Haute Couture quando no Prepared-to-Put on, as peças ganharam novos formatos e cores superdesejáveis. Eu sou adepta e tenho usado muito a versão full ultraviolet, com calça de modelagem pantalona e casaco com botões grandes e forrados. Já nas grifes internacionais, a aposta para renovar alguns detalhes – e torná-los destaque. A Dior investiu nas mangas volumosas, enquanto Alberta Ferretti trouxe a gola de cetim como ponto de brilho do visible monocromático. No Verão 2018 de Victoria Beckham, nada de botões e a Max Mara elegeu o materials acetinado para toda a produção.

terno2 - Pattern hits: Full Colour Fits

Além das opções sweet colour, incluindoo verde maçã da Pimples com form outsized, as labels também cobriram seus visuais com tonalidades supervibrantes. Na Tom Ford, o temper oitentista vibrou em um look pink na modelo argentina Mica Argañaraz. Com direito a paetês, Alberta Ferretti deu ao smoking um ar glam, com delicadeza para a modelagem da calça, que tem materials fluido. Mesmo tendo o full look em preto, Jean Paul Gaultier apresentou uma ideia que brinca com texturas e materiais que, por si só, já transformam completamente a alfaiataria.

Pronta para desfilar com conjuntos de tailoring por aí?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *